sábado, 23 de julho de 2011

Importante não esquecer.

| |

E com o tempo eu descobri que melhor do que procurar a solução em um livro de auto-ajuda ou pedir conselhos a alguém, é você aprender a se amar. Aprender que precisa exigir bastante de si mesmo, mas que as vezes, precisa saber se perdoar. Precisa antes de tudo, querer estar bem. Aprender o que te faz bem e o que não faz. Afastar aquilo que te machuca, mas se não for possível, aprenda formas de amenizar a dor, ou fazê-la sumir de uma vez. Use as coisas que te faz bem como terapia! É bem melhor do que acabar fazendo algo errado por instinto. Escreva, cante, pinte, grite, esqueça. Aprendi que eu não preciso estar sempre bem. Quando estou mal, tenho o direito de me sentir mal, mas não tenho direito de permanecer assim por muito tempo. Ninguém tem o direito de se ferir, é covardia não poder escapar de si mesmo! As vezes acontecerá involuntariamente, mas com o tempo vai passar. Um dia você aprende a superar, não importa quanto tempo passe. Aprendi que todo o sentimento é válido, se ele existe em você, é porque você pode usá-lo para fins que o ajudarão. Quer um exemplo? O orgulho. Acho que todas as pessoas já ouviram alguém dizer que "o orgulho destrói tudo", eu acrescentaria uma vírgula e diria: "quando você o usa excessivamente." Não deixe de dizer que ama alguém por orgulho, mas não deixe que esse alguém pise em você por ausência de orgulho. Saiba seus limites, até onde consegue ir. Se começar a te ferir o fato de amar alguém, esqueça, ou ao menos tente. Sempre vi a "positividade" como algo muito vago. É mais do que isso! Preciso acreditar que consigo a ponto de conseguir sentir minha vitória. Preciso lutar pelas coisas que quero - sem criar expectativas e sem desistir. Morro lutando, se assim se fizer necessário. O que conta realmente é só aquilo que te faz feliz, pouco importa o resto. Não é felicidade de você precisar passar por cima da felicidade de alguém pra conseguir, o nome disso é inveja. Eu não vou escrever aqui pra você viver um dia de cada vez - já virou clichê. Talvez o que me faz bem, pra você não faça. Eu gosto de acordar e ver o sol da manhã. Talvez você goste de acordar tarde e ver TV, é o SEU jeito e deve ser respeitado. O seu conceito de felicidade é você quem faz, então faça isso da melhor forma possível.

0 comentários:

top

Postar um comentário

Shhh, silêncio! Não acorde quem dorme.

...

Outros curiosos:

Tecnologia do Blogger.

Mais lidas:

-

About me.

Minha foto
Paulista, nascida em 94 em uma noite chuvosa de maio². Tocadora de violão, perguntadora, insistente, blogueira e até irritante às vezes. 

http://rememberthisworld.blogspot.com/


meu amores acima.

Procurando algo?